sábado, 4 de setembro de 2010

Metade de mim

É nesses dias de frio que me lembro de nos deitados na cama. Lembro-me do seu corpo enroscado ao meu, seu calor, seu perfume, seus toques delicados em meu peito.
Lembro-me de nossas conversas, do papo animado. Do suave tom da sua voz, sua risada tão perfeita.
Lembro-me da sorte de ter esbarrado em você nos tempos de escola. Da nossa primeira conversa. O primeiro beijo. De quando fizemos amor pela primeira vez.
Lembro-me de tudo.
Porque você foi e é o tudo para mim.
Lembro-me de que tudo era perfeito, que nosso amor era o melhor de todos. Éramos um em um.
Mais é quando cai a chuva que me lembro do seu repousar tranquilo. Da suavidade branca em sua face. Seus olhos fechados, seu corpo frio e distante.
Você se foi, virou uma estrela. Olhando por mim de longe.
Meu mundo em paz se tornou a guerra constante.
Meu sorriso teve um fim, foi levado junto com você assim como tudo que havia de bom.
Hoje sou um nada, um nada em busca da minha luz.
Te levaram para sempre de mim mas...
Seja o homem, o diabo ou Deus...
Irei caçar todos, ate ter de volta essa minha luz.
Espere por mim...

5 comentários:

Amandynha disse...

Esta XonadinhoooOoOOooo

Noturno disse...

Nem to coisa Rom

Jücca de Melo disse...

Este parece que vai ter continuação...vai? :B

Bruna Gambim disse...

Gostei dos seus textos,principalmente esse!Você escreve muito bem.

Noturno disse...

Valeu Bruna....^^